29 de jun de 2009

Duelo

Inspirada num absurdo


- Ele está te traindo.

A boca se abriu. Os olhos se fecharam.

- Você contou para mais alguém?

Sua voz era trêmula, quase um sussurro.

- Claro que não. Assim que o vi com a outra, vim te contar.

Um brilho estranho surgiu em seu olhar.

- Como ela é?

A ansiedade dilatou suas narinas.

- Parece uma vadia. Roupa justa, muita maquiagem.

Assegurou a outra.

- Prometa-me, por seus filhos, que não contará a mais ninguém.

Implorou aflita.

- Prometo. Mas o que você fará?

Ela apenas sorriu.
Não podia viver sem ele.

Estava decidida a renovar seu guarda-roupa, com roupas mais sensuais.

Não seria fácil competir com uma vadia, mas, enquanto ninguém mais soubesse, não precisaria deixá-lo.

Lutaria por seu homem.

Um comentário:

  1. Pô, eu tinha esta gostosona aí do Roger Rabbit estampada no meu caderno do colégio.

    ResponderExcluir