23 de out de 2009

Todos cantam para eles


Inspirada em várias canções

O dia já começara estranho.
Estava com dor de cabeça.
Tinha perdido a hora.
Foi para o trabalho sem querer ir.
Ao abrir o email, ele havia mandado uma música.
http://www.youtube.com/watch?v=Wq0FkmcT1Jc&feature=related

Ela ouviu e chorou.
Chorou porque teve medo do que estava sentindo.
E porque estava com ressaca.
E porque só o vira 4 vezes na vida.
E porque parecia que o conhecia desde sempre.
E porque ele havia visto seu lado ruim já.
E porque teve certeza que ele desistiria dela.
E porque não o beijou como queria.
E porque não o abraçou como queria.
E porque não falou tudo que queria ter dito.
E porque estava menstruada.
E porque seu dia anterior fora péssimo.
E porque o dia atual estava muito tumultuado.
E porque ainda precisavam conversar sobre algumas coisas.
E porque a voz de Bethania ressoava em sua cabeça: Eu não existo sem você.
E porque estaria super ocupada até às 16h.
E porque ele não estava lá naquele exato momento.
E porque não queria sentir tanto a falta dele.
E porque o telefone não parava de tocar e ninguém respondia.
E porque teria um compromisso acadêmico à noite.
E porque queria que ele soubesse.
E porque não fazia a menor idéia do que queria que ele soubesse.
E porque o coração estava acelerado.
E porque Marisa Monte cantava A sua no rádio.
E porque todos cantavam para eles agora.
E porque estava com sono.
E porque ficaria pensando nele o dia inteiro.
E porque todos os caminhos a encaminhavam para ele.
E porque teria que parar de escrever e voltar a trabalhar.
Suspirou fundo.
Lembrou-se de Céu.
Havia mandado uma mensagem a jato, às entidades do tempo.
E já fora verificado que nem mesmo haveria segundos.
E que os minutos seriam reavaliados e a cada suspiro seriam 10 contados.
Suspirou novamente. Mais fundo.
Esperava que o dia passasse logo para vê-lo e, finalmente, poder parar de chorar.

Um comentário: