4 de mar de 2009

A vida secreta das palavras

Inspirada num filme inspirador

Direção: Isabel Coixet
Roteiro: Isabel Coixet
Elenco: Sarah Polley, Tim Robbins, Javier Cámara, Eddie Marsan, Steven Mackintosh
http://www.youtube.com/watch?v=9dAJUEngedA

Sem conhecer detalhes do filme, confiando apenas no marketing, não dá pra ver o soco no estômago chegando em "A Vida Secreta das Palavras".
O pôster, o trailer, a sinopse, tudo insinua um drama romântico.
Não é.
A começar por uma das mais belas cenas do filme (para o meu tosco parecer de telespectadora), quando Hannah, sentada num banco à beira mar, observa uma distante plataforma de petróleo.
Ela ainda não sabe disso, mas a instalação em alto mar está semi-abandonada depois de um incêndio – e uma coincidência a levará até lá para tratar, como enfermeira, de um dos sobreviventes.
Josef, a vítima, está temporariamente cego e com o corpo coberto por queimaduras.
O filme é de poucas palavras, mas de uma intensidade de sentimentos, que foge à expressão de meras cacofonias verbais.
O roteiro de Coixet é brilhante em esconder todo o passado de Hanna durante o filme. Não há uma só informação sobre ela, além de seu sotaque do leste europeu e a necessidade de uso de um aparelho de surdez (que é desligado quando ela quer ficar sozinha) e lhe garante momentos de silêncio reconfortante. Hanna não falta ao trabalho, não se relaciona com os colegas e come todos os dias arroz, frango e maçãs.
Mas essa vida sem sal, sem sabores (a culinária, não por acaso, será uma grande metáfora adiante), esconde um segredo, que demora a ser revelado, mas é catártico (qualquer comentário a esse respeito arruinaria o filme, portanto, me calo).
Essa minha descrição do filme pode soar um tanto quanto romantizada, mas, assim como acredito que algumas das grandes histórias da humanidade precisaram ser romantizadas para que atingissem a grande massa, por que não cometer o mesmo "sacrilégio" com um dos filmes mais sensacionais que tive o prazer de assistir?
Vale a pena!
Bom apetite.

Um comentário:

  1. Fazinha, está demorando pra sair um posto sobre política.
    Eu sei que você já tem um escrito sobre eleições, por que não posta?
    Põe fogo nisso aqui, fogueteira!
    Saudades de te ver defendendo veementemente seu ponto de vista. Por mais que eu não concorde com a maioria deles, te admiro demais.

    ResponderExcluir